Hoje é dia de se acalmar…

Hoje é dia de se acalmar…

December 21, 2018

Isso mesmo!!

 

Respire, feche os olhos, relaxe e deixe seu corpo se regenerar.
 

Sentiu o ar entrar nos pulmões? Sentiu o coração se acalmar? Seu cérebro relaxou?

 

Se não conseguiu, é melhor ler este texto até o final!!


Agora, se funcionou para você, vamos entender melhor como o estresse pode comprometer nossa saúde.

 

Pense comigo...


Cada vez mais a vida exige de nós.

 

Os pais começam desde cedo a exigir dos filhos. Notas na escola, resultados, vitórias no esporte, passar no vestibular, meninas como bailarinas e modelos, meninos atletas, gênios.

 

Começamos logo nos primeiros passos da vida a colocar sobre as crianças uma alta carga de exigências e expectativas. E os pequenos querem muito satisfazer a vaidade dos pais e para isso, se esforçam além do que deveriam.

 

O problema é que desta forma, estabelecemos para eles um padrão de vida e comportamento de alta exigência e competitividade.

 

Isso eles levarão para toda a vida!

 

Vemos como isso se torna deletério na adolescência, fase em que vemos cada vez mais o crescimento dos índices de ansiedade e depressão entre os jovens.

Esses mesmos jovens, esmagados pela “obrigação” de serem o que os pais esperam, se sobrevivem a esta fase, se tornam adultos que vão carregar consigo este modelo de vida.

 

 

E qual o resultado disso? 

 

Homens e mulheres estressados, cansados, ranzinzas, com dificuldade para dormir, que fazer vários turnos de trabalho, que são extremamente competitivos e auto-exigentes, que não relaxam, que não descansam, que não têm tempo de ver os filhos crescerem, de aproveitar a própria vida.

 

Isso causa uma grande frustração, uma grande insatisfação, traz grandes arrependimentos ao longo do tempo e desencadeiam um processo de tristeza e melancolia.

 

Aí fica a pergunta… “Onde eu estava enquanto minha vida passava?”

 

Neste caminho, a alta carga de estresse acaba causando prejuízos ao organismo.

 

No estômago, por exemplo, o estresse causa alta produção de prostaglandinas que aumentam a acidez estomacal e levam a problemas como úlcera, gastrite e refluxo. Não é a toa que pessoas com problemas estomacais normalmente tem crises de gastrite quando passam por situações extenuantes.

 

E a diabetes?? Basta que uma pessoa que sofre de diabetes passe por uma situação de angústia ou raiva que a glicemia vai para o infinito e além. E de repente, depois de um trauma, uma briga, uma situação de alta pressão, a glicemia que já estava em 120, passa a 300 num piscar de olhos. Isso porque o pâncreas também sofre com as prostaglandinas, com o cortisol, com a adrenalina e todas as substâncias produzidas nesta condição.

 

Por falar em Cortisol e Adrenalina, essas duas substâncias são produzidas nas glândulas supra-renais. A função deles é nos colocar em situação de alerta, de atenção, aumentar nossa vigília e concentração em caso de perigo. Mas, este efeito também acontece quando temos uma situação de alto estresse… Os níveis desses dois hormônios vão para as alturas.

 

Entre outros fatores, eles aumentam o desgaste geral do nosso organismo. Pioram doenças imunológicas, processos inflamatórios, doenças degenerativas, problemas cardíacos, causam insônia, constipação intestinal, falta de ar, desregulam o metabolismo do colesterol, etc. (e são muitos etc…).

 

Na nossa pressão arterial, por exemplo, essas substâncias causam a contração dos nossos vasos sanguíneos, levando ao aumento da pressão arterial. Consequentemente, aumentam o risco de doenças cardiovasculares, como arteriosclerose, AVC, infarto, anginas, problemas renais, entre tantos outros.

 

Diante de todos esses fatores de risco, só não vê quem não quer que levar uma vida de estresse, nervosismo e pressão não contribui em nada para nenhuma melhora em nosso organismo.

 

Mudar é preciso!!

 

Claro, que se você é uma pessoa Zen, que consegue lidar bem com necessidades, expectativas e problemas, provavelmente seus riscos são muito menores de desenvolver algum desses problemas.

 

Mas diante do cenário geral que temos na sociedade, podemos compreender que a grande e esmagadora maioria das pessoas estão sujeita a este risco!!

 

Agora, o crítico é que ninguém pode mudar a maneira como você cuida da sua vida… só você mesmo!

 

E se você entende que tomar um “diazepanzinho” de vez em quando é normal, que um “rivotrilzinho” duas vezes na semana é tranquilo e que uma “fluoxetinazinha” todos os dias pela manhã é uma ótima forma de controlar o estresse, é bom você abrir seus olhos.

 

Medicamentos como esses causam dependência química e trazem dezenas e dezenas de efeitos colaterais que podem ser muito piores do que o estresse original que você tinha.

 

E se você está nessa, a boa notícia é que existem alternativas viáveis, seguras e saudáveis que você pode adotar hoje mesmo. E te garanto que te trarão excelentes resultados.

 

A primeira coisa é dar valor ao que merece valor… E talvez essa seja a parte mais difícil. Mas é crucial começar a valorizar aquilo que vale a pena. Afinal, hospitalizado, doente, intoxicado de medicamentos para reverter tantos problemas causados pelo estresse, você não vai ter efetivamente resolvido nada. Vai ter só perdido sua saúde, o que a meu ver não vale muito a pena.

 

A segunda coisa é apostar em chás que podem te trazer mais equilíbrio emocional para tratar de seus problemas e obrigações.

 

 

- Plantas como a Erva-cidreira-verdadeira (Melissa officinalis),

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

- O Maracujá (Passiflora edulis);

 

 

- O Mulungú (Erythrina sp.)

 

Todas são ótimas opções para um chazinho pela manhã e outro antes de deitar-se. Com certeza, só isso já fará toda a diferença na forma como você encara e resolve seus desafios.

 

Além disso, estar ao ar livre pode ser uma ótima opção.

 

Caminhadas, andar de bicicleta, visitar um parque, uma praça, uma praia. O contato com a natureza aumenta a liberação de endorfinas que são benéficas ao nosso organismo e se isso estiver associado com a prática física, tanto melhor!! E essa escolha não custa nada para ser implementada, podendo trazer um alto ganho de qualidade de vida!

 

Por fim, uma boa dica é a meditação.

 

 

Pode ser feita na forma clássica, seguindo um modelo yogue para se concentrar, mas também pode ser feita de outras maneiras. Tai-chi-chuan, sessões de relaxamento, uso de aromaterapia e acupuntura. Todas são ferramentas poderosas no caminho de uma mudança que pode valer a sua vida.

 

E agora??

 

Conseguiu fazer alguma reflexão sobre a maneira como você cuida da sua saúde e do seu estado emocional??

 

Foi possível ver e compreender a relação que existe entre estresse e sua saúde de modo geral??

 

Espero que sim!!

 

E se sua resposta foi positiva, espero que você comece agora mesmo a fazer as mudanças necessárias em seu estilo de vida para ter a saúde que você espera e gostaria de ter por toda a vida.

 

Lembre-se, a única coisa que vale a pena, é o que nos faz saudáveis e felizes.
 

Aposte na sua vida!

 

Um Grande Abraço de Toda a Nossa Família!

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags