O PODER DAS CORES

O PODER DAS CORES

October 19, 2017

 

Saiba mais sobre a cromoterapia e descubra como ela pode te ajudar

   

   A cromoterapia é um nicho terapêutico que busca, com o auxílio das cores, o equilíbrio físico e emocional das pessoas que a procuram. A palavra “khrôma” vem do grego e significa “cor”. A premissa da técnica é simples: utilizar o potencial energético presente em cada cor com intuito de gerar um efeito benéfico de acordo com a necessidade do paciente. A cromoterapia trabalha com o espectro das sete cores do arco-íris, ou seja, amarelo, laranja, vermelho, azul, índigo, verde, lilás e, algumas vezes, também o rosa. Cada uma delas atua sobre um centro de energia (conhecido pelas culturas orientais como chakras) ou órgãos do corpo humano, visto que a visão não é o único sentido que absorve a energia das cores, reequilibrando a área e desfazendo bloqueios energéticos que podem ter desencadeado doenças.

 

 

As cores e seus significados

 

 

Amarelo: estimula os processos mentais e o exercício da racionalidade. Está associada à inteligência e criatividade. Chakra: plexo solar. Órgãos relacionados: aparelho digestivo, baço, fígado e vesícula.

 

 

Laranja:  é antidepressiva, ajuda a tratar questões emocionais. A cor da coragem, da restauração. Chakra: umbilical. Órgão relacionado: pâncreas.

 

 

Vermelho: representa a vitalidade e o estímulo. Bastante indicada para afastar o desânimo e a depressão. Deve-se ser usada com cautela, pois pode deixar as pessoas muito agitadas e levar a problemas como insônia. Chakra: sexual. Órgãos relacionados: aparelhos reprodutores.

 

 

Azul: inspira calma, paz e tranquilidade. Pode ser muito útil no combate ao estresse e ansiedade. Chakra: laríngeo. Órgão relacionado: glândula tireoide. 

 

 

Índigo: atua no equilíbrio das energias e desperta a intuição. Chakra: frontal. Órgão relacionado: hipófise.

 

 

Lilás: a cor da espiritualidade. Ajuda a tratar desequilíbrios emocionais e ceticismo. Chakra: coronário. Órgão relacionado: glândula pineal ou epífise.

 

 

Verde: é calmante e traz equilíbrio. Melhora qualquer condição física. Chakra: cardíaco. Órgãos relacionados: glândula timo, coração.

 

 

Rosa: representa a cor do afeto, amor e união. Tem principio agregador. Ajuda na resolução de desequilíbrios de relações interpessoais.  

 

 

Como funciona a aplicação?

 

Geralmente o tratamento é realizado com lâmpadas coloridas de 25 watts de potência aplicadas sobre uma distancia de 5 cm da pele, onde a luz atuará por cerca de 3 minutos na área afetada. As luzes também podem ser incorporadas em ambientes para realizar limpezas e harmonizações. Nesse caso, serão necessárias lâmpadas com maior watts para que o todo local seja iluminado com a cor.

 

 

Cromoterapia através da história

 

Registros históricos apontam que as cores têm sido utilizadas para o beneficio do ser humano desde o Egito antigo, onde eram captadas através dos raios solares. No século XVIII, o cientista alemão Johann Wolfgang von Goethe já realizava um estudo aprofundado sobre as cores e a maneira como elas nos afetaam. As culturas orientais sempre incluíram as cores em práticas esotéricas como o Feng Shui, por exemplo.

 

 Apesar da orientação geral de que a cromoterapia pode ser realizada em casa, o melhor é procurar um especialista, no caso um cromoterapeuta, para conduzir as práticas. Nesse sentido, a garantia de obtenção de melhores resultados torna-se mais efetiva.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags